Linhas Verticais

um blog sobre musica, arte, programação e outras coisas.

Projeto Blue Brain: o primeiro passo para a verdadeira IA. agosto 15, 2007

Filed under: AI,programação,tech,tecnologia — rangelfisica @ 4:48 pm

bluebrain.jpg

 

O projeto Blue Brain tem como principal objetivo desenvolver um modelo computadorizado do cérebro dos mamíferos, isto inclui o cérebro humano.

A ideia é estudar o comportamento de um conjunto de neurônios reais e simular suas propriedades em um supercomputador, neste caso o BlueGene da IBM (com poder máximo de processamento de 22.8 teraflops), sendo possivel estudar o “codigo” que o cerebro utiliza para representar o mundo.

O modelo utilizado até agora é baseado em neurônios de ratos, não faz muita diferença já que em nível celular os neurônios dos mamíferos são muito parecidos entre si.

A primeira fase do projeto é modelar um cérebro em nível celular e mais tarde em nível molecular, claro que será necessário um poder de processamento muito elevado, maior que temos hoje em dia.

O maior gargalo do projeto é justamento a capacidade dos computadores que temos atualmente, mesmo utilizando os mais poderosos clusters só é possível simular em tempo real pouco mais de 50.000 neurônios (um cérebro tem entre 10 a 100 bilhões de neurônios), isto em nível celular, descer até a escala de moléculas ainda não é possível

O objetivo do projeto Blue Brain não é criar um Inteligência artificial, mas permitir uma melhor compreensão dos processos que ocorrem no cérebro, claro que tentar criar um AI logo de inicio seria inviável, mas uma vez que se possui um modelo suficientemente realista do cérebro não haverá nenhuma restrição para rodar e deixa-lo pensar.

O próprio projeto sugere que no futuro, quando os algorítimos estiverem aprimorados poderão ser convertidos de software para hardware, isto é, criar um chip que reproduza o comportamento de um conjunto de neurônios e conectar vários destes chips formado um “cérebro” de silício (processadores dedicados são muito mais rápidos que um programa rodando em um processador de uso geral), não será exatamente um cérebro e sim um “computador liquido”, termo para designar um computador que processa as informações de forma continua e analógica (como um liquido).

Alguns podem achar que esta é a forma mais trabalhosa e obscura de se obter uma AI, porém copiar a natureza é a maneira mais inteligente de se desenvolver uma nova tecnologia.

Não há duvidas que será possível obter uma verdadeira IA, pois isto já esta acontecendo, basta melhorar o código (afinal escrever um programa para múltiplos processadores não é tarefa fácil) e aumentar o poder de processamento atual.

A maior pergunta que se faz agora é se um punhado de bits sendo processados em uma maquina que age como um cérebro podem adquirir consciência, isto ninguém sabe.

Home page do projeto Blue Brain http://bluebrain.epfl.ch/

 

FAQ sobre o projeto http://bluebrain.epfl.ch/page18924.html

 

3 Responses to “Projeto Blue Brain: o primeiro passo para a verdadeira IA.”

  1. julio_dx Says:

    É, mas sou meio paranóico com IA, talvez por causa do Isaac Asimov, então notícias assim me dão frio na espinha.

  2. rangelfisica Says:

    Noticias assim sempre mexem conosco, se o caminho da IA for realmente este teremos androides mais parecidos conosco como o David (e com serios problemas emotivos) do que com o Data que é altamente analitico como os robôs do asimov.

  3. […] (fica o link da notícia) https://linhasverticais.wordpress.com/2007/08/15/projeto-blue-brain-o-primeiro-passo-para-a-verdadeir… […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s